Parceiros






Publicidade

Fique por dentro Saúde

Como otimizar a energia para produzir melhor no trabalho

Distrações são inevitáveis; o problema é não perder tempo e energia nelas
Distrações são inevitáveis; o problema é não perder tempo e energia nelas

Nos últimos anos, tentei todo tipo de truques para melhorar minha produtividade no trabalho. O mais radical incluiu instalar aplicativos no meu computador que bloqueavam as “viciantes” redes sociais ou que até me impediam de acessar a internet por algumas horas.

Minha ideia era que se eu conseguisse me livrar das distrações, seria mais produtiva nas horas de trabalho. Mas o problema não era estar conectada à internet e, sim, o meu estado mental: e-mails e mensagens continuavam pipocando no meu telefone, e minha atenção embarcava junto.

Apesar de fazer uma lista detalhada de tarefas a cada dia, eu percebi que só conseguia cumprir metade delas, simplesmente por estar cansada ao fim de algumas horas.

Meu comportamento era exatamente o contrário do que sugerem as mais recentes pesquisas sobre produtividade: trabalhar de maneira mais inteligente não significa se concentrar nos detalhes, mas sim na energia que empregamos enquanto trabalhamos.

De olho no relógio

Segundo especialistas, manter um diário dos níveis de energia ajuda a melhorar produtividade
Segundo especialistas, manter um diário dos níveis de energia ajuda a melhorar produtividade

O nível de energia pode ser algo difícil de medir, mas ficar de olho em como você se sente em determinadas horas do dia pode ajudar a estabelecer um cronograma para render melhor nesses momentos. É o que defende Flip Brown, autor do livroBalanced Effectiveness at Work (Eficiência equilibrada no trabalho, em tradução literal).

Segundo Brown, a maioria das pessoas acabam se enganando no que diz respeito ao volume de trabalho que são capazes de realizar por dia. “As pessoas têm ilusões em termos de gerenciamento do tempo, e isso cria problemas na hora de administrar nossa energia”, explica o autor. Ele mesmo admite deixar as tarefas mais complicadas para os momentos do dia em que se sente mais “energizado”.

Essa abordagem pode decepcionar aqueles que acreditam que maximizar o tempo passado no escritório ou trabalhar até altas horas são fundamentais para produzir melhor. Mas essas atitudes podem, de certa forma, prejudicar a produtividade.

Entender como e quando você se sente em melhor forma pode ajudá-lo a monitorar sua própria energia e otimizá-la para o trabalho.

Image copyrightThinkstock

Image captionFazer pausas durante o expediente ajuda a equilibrar a energia física, emocional e intelectual

A consultora Theresa Welbourne, que também é professora na escola de administração da Universidade de Nebraska (EUA), costuma pedir para que funcionários das empresas em que atua anotem quando percebem que seu nível de energia está baixo ou alto.

“Esse registro mais formal ajuda o indivíduo a reconhecer as diferenças entre tarefas energizantes (como conversar com os colegas) e funções que tendem a ser exaustivas (como participar de uma reunião)”, afirma Welbourne.

“Quando a pessoa percebe em que momentos tem mais energia, ela deve tentar priorizar as tarefas mais importantes, e assim não se sentir esgotada no fim do dia”, ensina.

Para aproveitar melhor o tempo, Welbourne recomenda a seus alunos que tentem usar 60% de seu dia para se divertir e se reenergizar. Vivenciar experiências positivas pode ajudá-los a lidar com os outros 40%, que são sempre mais desafiadores.

Outros especialistas, como o consultor de carreiras Lindel Greggery, que trabalha em Brisbane, na Austrália, recomendam manter uma rotina diária de 10 minutos de meditação ou pelo menos um momento de tranquilidade longe do computador, durante o expediente.

Equilíbrio em quatro áreas

Fazer pausas durante o expediente ajuda a equilibrar a energia física, emocional e intelectual
Fazer pausas durante o expediente ajuda a equilibrar a energia física, emocional e intelectual

Há quatro maneiras de conservar a energia física, emocional, intelectual e espiritual, segundo Annie Perrin, vice-presidente da Energy Project, uma consultoria de Nova York que atende clientes como a Sony e o Google.

Frequentemente, as pessoas se sentem menos equilibradas em uma ou duas dessas áreas, o que pode levar a uma exaustão constante. Saber combater o estresse nas quatro áreas pode ajudar a permanecer produtivo.

Para manter o bem-estar físico, Perrin recomenda ter uma alimentação saudável e se dedicar a atividades de lazer fora do trabalho. “Uma caminhada pode ser uma maneira rápida de se reenergizar porque produz mais endorfinas que podem ajudar a reduzir o estresse”, afirma.

Fazer um lanche com algum alimento de baixo índice glicêmico, como um iogurte ou uma barra de cereais, oferece mais energia porque mantém os níveis de glicose no sangue mais estáveis.

O bem-estar emocional depende de se evitar o estresse ou qualquer coisa que provoque sentimentos negativos, como checar os e-mails constantemente ou passar horas no Facebook observando a vida dos amigos.

Dar um tempo do trabalho por curtos períodos também ajuda a renovar a energia intelectual. “Isso é importante para dar um descanso à área de pensamento analítico do cérebro”, afirma Perrin.

Outro truque para se reenergizar entre reuniões é tirar o foco da tarefa e passar algum tempo conversando com os colegas sobre assuntos não relacionados com o trabalho.

Por fim, manter a energia com a satisfação espiritual significa “equilibrar os cuidados com você mesmo por meio dos cuidados com os outros”, tanto no trabalho quanto fora dele, segundo Perrin.

fonte: BBC Brasil

Deixe sua opinião

Clique aqui para deixar sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *